Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

MONTENEGRO ESCOLHE PARLAMENTO

Dois blocos políticos rivais enfrentam-se hoje nas eleições legislativas antecipadas da república jugoslava do Montenegro.
20 de Outubro de 2002 às 00:23
Cerca de 455 mil eleitores vão escolher os 75 deputados do Parlamento de entre sete coligações e três partidos, mas o escrutínio é, paralelamente, um teste ao presidente Milo Djukanovic, acusado pela oposição de fracassar no combate à corrupção e ao crime organizado.

A antecipação das eleições deve-se à queda do governo de Djukanovic, desencadeada pela alegada cedência do presidente à pressão ocidental no sentido de serem adiados os planos de um referendo sobre a saída do Montenegro da federação jugoslava.

Assinale-se que, quer o bloco pró-governamental quer a oposição, estão formalmente de acordo com os termos do acordo de Belgrado, de 14 de Março, à luz do qual a actual República Federal da Jugoslávia será transformada num Estado da Sérvia e Montenegro. Este seria o primeiro passo, segundo os separatistas, aos quais pertence o próprio Djukanovic, para a efectiva independência do Montenegro dentro de um período de aproximadamente três anos.

Alguns analistas entendem que o escrutínio será disputado entre dois blocos, um deles liderado pelo Partido Democrático Socialista (DPS), de Djukanovic, e outro, que defende a manutenção na federação jugoslava, liderado pelo Partido Socialista Popular (SNP).

Por este motivo a eleição é encarada por muitos como um teste à confiança do eleitorado em Djukanovic, que em 22 de Dezembro tentará ser reeleito para a presidência do Montenegro.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)