Sub-categorias

Notícia

Morre a fazer sexo oral a médico

Cirurgião foi detido. Pôs cocaína nos genitais antes do ato sexual.
16.04.18

Um famoso médico alemão foi detido e está acusado da morte de uma mulher, que colapsou enquanto fazia sexo oral ao cirurgião. Segundo a polícia, o Dr. Andreas Niederbichler terá posto cocaína nos genitais antes do ato sexual, sem informar previamente a parceira.

O alemão de 42 anos, especialista em cirurgia plástica e reconstrutiva, trabalhava no Ameos Hospital, em Halberstad. Acusado por danos corporais graves e homicídio por negligência, as autoridades suspeitam que o médico tenha dado cocaína a outra mulheres da mesma forma, depois de terem sido ouvidas outras parceiras sexuais do clínico.

"Todas as vítimas ouvidas até agora indicaram que se sentiram mal depois dos encontros sexuais com o suspeito. Todas manifestaram reação ao uso de narcóticos", adianta o procurador a cargo da acusação.

O Dr. Andreas Niederbichler conhecia regularmente mulheres sem sites e aplicações de encontros, que convidava depois para encontros sexuais. A vítima mortal, uma mulher de 38 anos, foi um destes casos. Foi a casa do médico, próxima da clínica e, em pleno ato sexual, colapsou.

Foi levada de urgência para a clínica onde trabalha o médico mas acabou por ser declarada morta naquela unidade de saúde.

O médico não está na prisão, encontrando-se a aguardar julgamento numa clínica de reabilitação, onde está internado para tratar a dependência de várias drogas.

pub

pub