Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Morre a tentar salvar sobrinha de atentado

Tia assistia ao concerto com a irmã e a sobrinha e usou o corpo para proteger a menina.
Daniela Espírito Santo 24 de Maio de 2017 às 02:37
Kelly Brewster
Kelly Brewster com o namorado, Ian
Kelly Brewster
Kelly Brewster
Kelly Brewster
Kelly Brewster com o namorado, Ian
Kelly Brewster
Kelly Brewster
Kelly Brewster
Kelly Brewster com o namorado, Ian
Kelly Brewster
Kelly Brewster
A identidade de mais uma das vítimas do atentado que vitimou 22 pessoas em Manchester foi, esta quarta-feira, conhecida. 

Kelly Brewster, de 32 anos, morreu após o concerto de Ariana Grande, enquanto tentava proteger a pequena sobrinha da explosão. 

Segundo avança o Daily Mail, Kelly estaria no recinto da Manchester Arena na segunda-feira com a irmã, Claire, e com a sobrinha, Hollie Booth. 

A morte foi confirmada ao jornal pela família, que inicialmente achava que Kelly estaria num dos hospitais que receberam as vítimas do ataque. Na noite de terça-feira, no entanto, a confirmação do óbito chegou. 

Segundo a mesma fonte, há relatos que sugerem que Brewster estaria atrás da pequena Hollie no momento da explosão e a terá tentado proteger do impacto. A menina está no hospital com duas pernas partidas. Já a mãe também se encontra hospitalizada com o maxilar partido. 

Kelly tinha assinado os papéis para comprar uma casa com o namorado, Ian Winslow, apenas um dia antes do ataque. O companheiro já confirmou a morte no Facebook, lembrando a felicidade de Kelly pelos planos que estavam a fazer juntos. 

Manchester Hollie Booth Kelly Brewster Ariana Grande Claire Daily Mail Arena Ian Winslow crime lei e justiça
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)