Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Morreu a atriz francesa Maria Pacôme

A dramaturga morreu aos 95 anos vítima de doença prolongada.
Lusa 1 de Dezembro de 2018 às 17:25
Maria Pacôme
Maria Pacôme
Maria Pacôme
Maria Pacôme
Maria Pacôme
Maria Pacôme
Maria Pacôme
Maria Pacôme
Maria Pacôme
A atriz francesa Maria Pacôme, 95 anos, uma das mais conhecidas do teatro ligeiro, morreu este sábado, vítima de doença prolongada, disse o seu filho à agência noticiosa francesa AFP.

A atriz foi também dramaturga, autora de peças como "Apprends-moi Céline" (1977), "Les Seins de Lola" (1987) e "L'Éloge de ma Paresse" (2002), entre outras, e fez parte do elenco de vários filmes, nomeadamente, "Les tribulations d'un Chinois en Chine" (1965), de Philippe de Broca, "Les sous-doués" (1980), de Claude Zidi, ou "La crise" (1992), de Coline Serreau.

O seu último papel no cinema foi "Lise", em "Arrête de Pleurer Pénélope" (2012), de Corinne Puget e Juliette Arnaud.

Na televisão, participou, nas décadas de 1960 e 1970, em várias peças de teatro, no âmbito do projeto "Au théâtre ce soir", mas também em várias séries e telefilmes, a última participação foi em 2002, no telefilme "Emma", de Alain Tasma.

Em 2009, no Théàtre de Paris, protagonizou "A Casa do Lago", de Ernest Thompson, numa encenação de Stéphane Hillel, tendo contracenado, entre outros, com Jean Piat.

A atriz, de seu nome de registo Simonne Pacôme, nascida a 18 de julho de 1923 em Paris, foi casada, de 1950 a 1956, com o ator e cineasta Maurice Ronet (1927-1983).
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)