Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Morreu herói francês que salvou centenas de crianças judias durante a II Guerra Mundial

Georges Loinger morreu aos 108 anos de idade.
30 de Dezembro de 2018 às 12:22
Morreu herói francês que salvou centenas de crianças judias durante a II Guerra Mundial
Morreu herói francês que salvou centenas de crianças judias durante a II Guerra Mundial
 Morreu herói francês que salvou centenas de crianças judias durante a II Guerra Mundial
Crianças judias durante a II Guerra Mundial
Crianças judias durante a II Guerra Mundial
Morreu herói francês que salvou centenas de crianças judias durante a II Guerra Mundial
Morreu herói francês que salvou centenas de crianças judias durante a II Guerra Mundial
 Morreu herói francês que salvou centenas de crianças judias durante a II Guerra Mundial
Crianças judias durante a II Guerra Mundial
Crianças judias durante a II Guerra Mundial
Morreu herói francês que salvou centenas de crianças judias durante a II Guerra Mundial
Morreu herói francês que salvou centenas de crianças judias durante a II Guerra Mundial
 Morreu herói francês que salvou centenas de crianças judias durante a II Guerra Mundial
Crianças judias durante a II Guerra Mundial
Crianças judias durante a II Guerra Mundial
Morreu aos 108 anos o herói da resistência francesa, Georges Loinger, que salvou centenas de crianças judias na II Guerra Mundial.

O atleta talentoso, nascido numa família judia em Estrasburgo, contrabandeava as crianças em pequenos grupos através da fronteira franco-suíça. Os menores eram vestidos com roupas escuras, como se estivessem enlutadas, e levadas a um, cemitério cuja parede ficava ao lado francês da fronteira. Aí, as crianças podiam escalar a escada de um coveiro para um território neutro.

Outra dos métodos do francês era chutar uma bola de futebol pela fronteira e levar as crianças a persegui-la. Assim as crianças escapavam por entre as cercas. 

Loinger estava a servir o exército francês quando foi capturado em 1940, mas os seus cabelos loiros e olhos azuis aparentemente escondiam o fato de que era judeu e isso permitiu a sua fuga de um campo de prisioneiros de guerra.

O antigo militar francês morreu esta sexta-feira, segundo comunicou a Fundação Holocaust Memorial da França no seu site, descrevendo-o como um "homem excepcional".

 

Mundial II Guerra Estrasburgo Fundação Holocaust Memorial da França coveiro política guerra
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)