Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Morte de princesa Diana foi um acidente

A Polícia britânica revelou esta quinta-feira que a morte da princesa Diana e de Dodi Al Fayed foi um acidente. Após três anos de investigação, a Metropolian Police divulgou um relatório onde afirma que a morte da princesa não resultou de uma conspiração nem foi planeada. O texto indica ainda que Diana não estava grávida, nem noiva de Al Fayed, ao contrário dos rumores.
14 de Dezembro de 2006 às 13:15
Lorde John Stevens, responsável pelo inquérito, afirmou que se tratou apenas de “um acidente trágico”, indicando que as suspeitas de homicídio são “infundadas”. A investigação da Polícia britânica resultou num relatório com mais de 800 páginas e obteve a total cooperação dos serviço secretos.
Recorde-se que as investigações anteriores, das autoridades francesas, concluíam que o motorista da princesa Diana tinha perdido o controlo do carro porque seguia a alta velocidade e estava alcoolizado.
Os príncipes William e Henry, filhos da princesa e do príncipe Carlos, já foram informados das conclusões das investigações britânicas, tendo ficado “chocados e incomodados” pelo comportamento dos fotógrafos que perseguiram o casal na noite de 31 de Agosto.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)