Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Morto sobrinho de Mousavi

O Irão caminha para uma nova vaga de instabilidade, com os protestos anti-regime a ganharem novo fôlego. Ontem, as ruas da capital assemelhavam-se a autênticos campos de batalha entre as forças de segurança do presidente, Mahmoud Ahmadinejad, e centenas de opositores. Pelo menos oito pessoas foram mortas, incluindo um sobrinho do líder da oposição iraniana, Mir Hossein Mousavi. Segundo um site reformista, Ali Mousavi, de vinte anos, foi morto durante os confrontos entre as forças de segurança e manifestantes no segundo dia em que os fiéis assinalaram o Ashura, um dos dias mais venerados do calendário xiita. A polícia iraniana, que começou por negar a existência de vítimas mortais, acabou por recuar e admitir a morte de cinco pessoas.
28 de Dezembro de 2009 às 00:30
As forças de segurança e os manifestantes da oposição envolveram-se em violentos confrontos
As forças de segurança e os manifestantes da oposição envolveram-se em violentos confrontos FOTO: Stringer/Reuters

O cadáver de Ali terá sido transportado para a morgue de um hospital. Ainda segundo o mesmo site, os protestos anti-regime não se circunscreveram a Teerão, onde se juntaram dezenas de milhares de manifestantes, tendo já alastrado a outras cidades, nomeadamente à cidade santa de Qom.

Perante a violência da repressão na capital e em outras cidades do país, Washington já fez saber que condena de forma inequívoca o que apelidou de "injusta repressão" de civis inocentes.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)