Sub-categorias

Notícia

Mossack Fonseca vai fechar portas após escândalo dos Papéis do Panamá

Sociedade de advogados esteve nas bocas do mundo (pelas piores razões) em 2016.
14.03.18
  • partilhe
  • 2
  • +

A Mossack Fonseca, firma de advocacia panamiana que esteve no centro da investigação denominada Papéis do Panamá [Panama Papers], anunciou esta quarta-feira, citada pela Reuters, que vai fechar portas devido aos danos económicos e reputacionais que sofreu devido ao seu papel nesta fuga fiscal que se tornou dos grandes escândalos mundiais de 2016.

Os Papéis do Panamá surgiram no âmbito de uma investigação levada a cabo por vários jornais mundiais e coordenada pelo Consórcio Internacional de Jornalistas. Em causa estavam ligações a paraísos fiscais de centenas de pessoas, entre as quais 140 antigos e actuais dirigentes mundiais. 

A informação, com base nos ficheiros da Mossack Fonseca, lançou luz sobre um mundo onde se movem milionários, governantes mundiais e outras figuras ligadas a esquemas de fuga aos impostos e lavagem de dinheiro. 

Em atualização

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!