Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Mostrar o "dedo do meio" ajuda a reduzir a dor, revela estudo

"Famoso dedo do meio" reduz o desconforto em cerca de um décimo.
Correio da Manhã 1 de Outubro de 2022 às 15:06
Médico
Médico FOTO: Direitos Reservados / Pixabay
Um estudo feito na Universidade Kalamazoo, no Michigan, nos EUA, concluiu que usar o "dedo do meio" reduz o desconforto em cerca de um décimo. 

Na experiência, os participantes puseram uma mão em água fria e fizeram repetidamente o gesto ofensivo com o dedo ou fizeram um gesto não ofensivo, com a outra mão. Num outro teste, gritavam f**-se ou diziam uma palavra não perjurativa após mergulhar uma mão. 

O grupo que fez gestos obscenos resistiu à dor, em média, durante 125 segundos, 12 segundos a mais do que os que não foram indelicados. 

Os investigadores disseram que fazer o "dedo do meio" pode ajudar a superar a dor, porque inconscientemente pensamos "f**-se" enquanto o fazemos. Pode, também, tornar as pessoas mais confiantes ou descontraídas, ajudando-as a ignorar o desconforto, segundo os investigadores. 

A professora Autumn Hostetter, que liderou o estudo disse que "esta é a primeira investigação a mostrar que um gesto tabu tem um efeito doloroso semelhante ao produzido por uma palavra tabu".
Universidade Kalamazoo Michigan Eua
Ver comentários