Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

MP brasileiro pede ação "urgente" para evitar ataques a terras indígenas

Grupo invadiu as suas terras, construiu várias casas ilegais e ameaçou de morte os líderes da comunidade.
Lusa 28 de Agosto de 2019 às 01:38
Tribo Mura na Amazónia
Fogos na Amazónia
Amazónia consumida pelas chamas
Amazónia consumida pelas chamas
Amazónia consumida pelas chamas
Amazónia consumida pelas chamas
Amazónia consumida pelas chamas
Incêndios na Amazónia
Vídeos partilhados nas redes sociais mostram chamas a destruir a Amazónia
Tribo Mura na Amazónia
Fogos na Amazónia
Amazónia consumida pelas chamas
Amazónia consumida pelas chamas
Amazónia consumida pelas chamas
Amazónia consumida pelas chamas
Amazónia consumida pelas chamas
Incêndios na Amazónia
Vídeos partilhados nas redes sociais mostram chamas a destruir a Amazónia
Tribo Mura na Amazónia
Fogos na Amazónia
Amazónia consumida pelas chamas
Amazónia consumida pelas chamas
Amazónia consumida pelas chamas
Amazónia consumida pelas chamas
Amazónia consumida pelas chamas
Incêndios na Amazónia
Vídeos partilhados nas redes sociais mostram chamas a destruir a Amazónia

O Ministério Público (MP) do estado brasileiro do Pará pediu na terça-feira à Polícia Federal que atue "com urgência" para evitar ataques aos indígenas da comunidade de Xikrin, que vivem numa reserva localizada no centro da Amazónia.

Líderes indígenas denunciaram na segunda-feira que um grupo composto por cerca de 300 pessoas invadiu as suas terras, construiu várias casas ilegais e ameaçou de morte os líderes da comunidade.

O grupo está "fortemente armado" e permanece escondido na floresta, segundo o MP do Pará, que insta as autoridades a tomarem "medidas urgentes" para evitar um ataque.

Polícia Federal Ministério Público Amazónia Pará Xikrin ambiente
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)