Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Mulher apanhada com canábis na vagina diz à polícia que era um tampão

Koura estava sob custódia policial devido a uma rixa de rua.
Correio da Manhã 20 de Março de 2021 às 16:08
Canábis
Canábis FOTO: Direitos Reservados
Uma mulher foi multada pela polícia ao ser apanhada com um saco de uma grama com canábis escondido na vagina. 

Ao ser confrontada com a descoberta, Koura Freely, de 39 anos, alegou que se tratava de um tampão. Em trinunal, um polícia justificou a revista afirmando que um saco preto se estava a projetar da vagina da suspeita, que estava a ser sob custódia após uma rixa de rua em fevereiro. 

Após a fiscalização, foi detetado o saco de uma grama de resina de canábis no valor de cinco libras, 5,80 na conversão para euros.  

Koura foi apanhada com drogas após ter sido presa por suspeita de agressão numa rixa de rua, mas o processo acabou por a ilibar visto que foi identificada como a vítima. 
Koura Freely crime lei e justiça polícia
Ver comentários