Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Mulher cega recupera a visão

Uma paciente cega recuperou a visão graças a uma técnica cirúrgica desenvolvida por um médico britânico e que em breve pode vir a substituir os transplantes de córnea.
29 de Dezembro de 2005 às 00:00
A técnica, criada por Michael Tappin, oftalmologista no Hospital Royal Surrey, em lugar de substituir a córnea danificada pela de um dador, utiliza células da camada mais interna da córnea do próprio paciente. A vantagem é excluir as incompatibilidades que constituem um dos principais problemas do transplante.
Outra das boas notícias deste novo processo cirúrgico é que não necessita de pontos, pelo que permite uma recuperação mais rápida. O método comporta menos complicações pós-cirúrgicas, como o estigmatismo associado que muitas vezes obriga ao uso de óculos de correcção.
De acordo com o médico português António Figueiredo, oftalmologista, esta é uma técnica que já tem cerca de dois anos e que também já foi utilizada em Portugal. “Mas é uma técnica muito difícil em termos de execução. A vantagem é que permite minimizar os riscos de rejeição”, diz. Num futuro próximo, os cirurgiões esperam poder cultivar células de córnea em laboratório, o que eliminará a necessidade de doações e os riscos de rejeição.
Ver comentários