Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Mulher condenada por esbofetear filho de 10 anos que não queria tomar banho

Mãe terá que ficar afastada do menor por seis meses e cumprir dois meses de trabalho comunitário.
15 de Março de 2019 às 17:28
Tribunal
Criança
Tribunal
Criança
Tribunal
Criança
Uma mulher foi condenada a dois meses de trabalho comunitário por esbofetear o filho de 10 anos quando este se recusou a tomar banho.

A mãe da criança estava acusada do uso indevido de violência e terá que ficar afastada do menor por seis meses. O caso aconteceu em Espanha e, segundo o El País, o tribunal considerou que a mãe excedeu os limites na sua reprimenda, violando a lei da "a integridade física e moral" das crianças.

A agressão aconteceu a 20 de maio de 2018 na casa de um familiar. Segundo a publicação avançada pelo jornal, a criança recusou-se a tomar banho e a mãe respondeu com "um par de bofetadas" que ficaram visivelmente marcadas nas bochechas da criança, na altura com 10 anos. O menino foi assistido, mas não necessitou de tratamentos médicos.

A mãe defendeu-se dizendo que apenas recorreu ao seu direito de educar e corrigir o filho.

O tribunal invocou a Convenção dos Direitos dos Menores, afirmando que a mulher ultrapassou a atitude corretiva que "apenas pode conceber-se quando orientada para o benefício dos filhos e encaminhar para a sua formação integral" e deve ainda "ser exercida de forma moderada e razoável", sublinhou a acusação.


Espanha Convenção dos Direitos dos Menores El País crime lei e justiça julgamentos questões sociais
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)