Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Dona de casa cozinha cabeças de 'jihadistas'

Wahida Mohamed combate contra o Daesh.
29 de Setembro de 2016 às 23:33
Wahida Mohamed lidera uma milícia que combate os 'jihadistas'
Wahida Mohamed lidera uma milícia que combate os 'jihadistas' FOTO: Direitos Reservados
Wahida Mohamed, mais conhecida como Um Hanadi, é uma mulher cujo nome é temido pelos terroristas do Daesh. Ela lidera uma milícia composta por cerca de 70 homens que combate os 'jihadistas' em Shirgat, no Iraque.

"Comecei a combater os terroristas em 2004, trabalhando com as forças de segurança do Iraque e da coligação", disse a mulher citada pela CNN. "Eu lutei contra eles, decapitei-os, cozinhei as cabeças deles e queimei os corpos", acrescentou.

Fruto do seu trabalho de combate contra os terroristas, Wahida, de 39 anos, é perseguida pelos 'jihadistas' e revela que já a tentaram matar várias vezes.

"Recebo ameaças dos principais líderes do Daesh, incluindo o próprio Abu Bakr. Estou no topo da lista dos mais procurados, mesmo à frente do Primeiro-Ministro", afirmou.

A luta pelos seus ideais também já lhe trouxe dissabores. Esta mulher já viu morrer dois maridos, três irmãos e o seu pai.

Um Hanadi, que se autointitula de 'rabat manzal' (dona de casa), revelou ainda que as suas filhas de 22 e 20 anos estão treinadas para lutar.
Wahida Mohamed Um Hanadi luta Daesh Iraque Abu Bakr crime lei e justiça
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)