Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Mulher resgatada 8 dias após sismo

As equipas de emergência chinesas resgataram ontem uma mulher na localidade de Penzhou, província de Sichuan, mais de 195 horas (aproximadamente oito dias) depois do violento sismo que no passado dia 12 sacudiu o sudoeste da China.
21 de Maio de 2008 às 00:30
Ma Yuanjiang foi salvo horas antes da mulher. Teve de ser amputado.
Ma Yuanjiang foi salvo horas antes da mulher. Teve de ser amputado. FOTO: Quake / Reuters

Quando as equipas de salvamento localizaram a sobrevivente, esta encontrava-se consciente. A mulher, cuja identidade não foi divulgada, explicou que sobreviveu sob os escombros bebendo água da chuva. Horas antes, o director de uma central hidroeléctrica foi retirado dos escombros em Wenchuan – epicentro do terramoto –, na província de Sichuan. Ma Yuanjiang, que esteve cerca de 179 horas soterrado, foi salvo pelas equipas de socorro entre as ruínas do edifício onde trabalhava. O indivíduo estava numa reunião quando o abalo destruiu o edifício, encurralando-o, o que dificultou o resgate.

O sobrevivente, de 31 anos, foi retirado com vida dos escombros por uma equipa de socorro que estava a tentar salvá-lo há já 30 horas e que lhe fez chegar água com açúcar através de uma palhinha para o manter vivo. Os socorristas encontraram-no quando escavavam um buraco para tentar resgatar Yu Jinhua, um colega de Ma que teve de ser amputado para ser salvo. Ma recebeu tratamento numa clínica improvisada do hospital militar de Chongqing e será transferido para Chengdu.

Nesta cidade, as autoridades tentavam ontem restaurar a calma depois de dezenas de milhar de pessoas em pânico terem corrido para as ruas, após o Instituto de Meteorologia de Sichuan ter anunciado que estava prevista um nova réplica violenta. O último balanço aponta para mais de 70 mil mortos e desaparecidos, estando confirmada a morte de 40 075 pessoas. Há ainda registo de 245 109 feridos.

Ver comentários