Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Mulher selvagem já sorri

A mulher selvagem, recentemente descoberta na selva cambojana, onde esteve perdida durante 19 anos, está a ser ajudada por um psicólogo, segundo o qual a mulher, que foi encontrada nua e que praticamente não fala, já sorri e interage com o meio que a rodeia.
24 de Janeiro de 2007 às 00:00
O psicólogo espanhol Héctor Rifá passará alguns dias com a mulher, de 27 anos, no povoado de Oyadaw, para analisar o seu comportamento e a auxiliar na readaptação. Pelo que já observou, conta que a mulher “já começa a sorrir e a interagir”. Mas o mistério em redor do seu desaparecimento permanece: apesar de ser reclamada por uma família de uma aldeia, que diz ser a sua filha Rochom P’ngieng, desaparecida quando tinha oito anos, muitos duvidam desta versão, com vários especialistas a afirmar que a mulher poderá ser simplesmente alguém com problemas mentais ou desaparecida mais recentemente.
Segundo a sua alegada família, Rochom desapareceu na selva quando tratava dos búfalos numa remota povoação do Nordeste do Camboja.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)