Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Mulher torturada até à morte com cabo de vassoura pelo marido que lhe cortou os lábios

Ramiclid Alves mutilou a Nádia da Silva e deixou-a à morte antes de cometer suicídio.
Correio da Manhã 2 de Abril de 2021 às 17:50
Ramiclid e Nádia
Ramiclid e Nádia FOTO: Direitos Reservados

O caso está a chocar o Brasil: um homem de 31 anos torturou a mulher até à morte com recurso a uma faca e a um cabo de vassoura. Ramiclid Bruno Alves espancou Nádia Alves da Silva, golpeou-a com uma faca, cortou-lhe os lábios com uma faca de arranjar peixe. No final, trespassou a companheira com o cabo de uma vassoura e deixou a agonizar até morrer. Em seguida, o agressor cometeu suicídio.

O caso aconteceu no passado domingo em Formosa, no estado brasileiro de Goiás.

Segundo as autoridades, após torturar a companheira, mutilando-o o corpo e deixando-a a morrer na cama do casal, o homem enforcou-se em casa.

De acordo com fonte policial ouvida pelo Liberal, o crime terá sido motivado por uma discussão regada a álcool entre o casal, uma vez que foram encontradas várias garrafas de bebida espalhadas pela casa. "Pela dinâmica, eles tinham bebido muito e tiveram um desentendimento. A vítima foi brutalmente espancada na cara, onde havia muito sangue. Tinha o nariz desfeito, tal não foi a violência empregue", relatou.

O alerta foi dado por familiares do casal, que estranharam que nem Ramiclid nem Nádia atendessem o telefone. Ao chegar a casa, a polícia encontrou um cenário de horror.

Ver comentários