Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Mulher transexual fora do Mundial de Andebol por veto das companheiras

Colegas de Hannah decidiram que não queriam que a atleta dividisse os mesmos balneários que a equipa.
Correio da Manhã 5 de Dezembro de 2019 às 17:36
Hannah Mouncey
Hannah Mouncey FOTO: Cofina Media
As colegas de Hannah Mouncey, atleta transexual, exigiram que esta não participasse no Mundial de Andebol por não a quererem nos baleários femininos. A federação encontra-se a analisar o caso da atleta australiana que há seis anos atrás jogou pela equipa masculina como Callum Mouncey.

Callum estreou-se na equipa de andebol com 23 anos, tinha 1,90 metros e pesava 100 quilos. Sempre se mostrou um atleta talentoso. Já aos 24 anos, este jovem passou a chamar-se Hannah Mouncey, assumiu-se como transexual ao iniciar o seu processo de mudança de sexo.

Atualmente com 30 anos de idade, Hannah integra a equipa australiana de andebol feminino. Ao longo da época tem mostrado um desempenho satisfatório: marcou 23 golos em apenas seis jogos.

A atleta esperava ser convocada para o mundial porém tal desejo acabou por não acontecer. Surpreendida pelo sucedido, acabou por descobrir que as colegas de equipa tinham vetado o seu nome para que a mesma fosse proibida de entrar nos balneários da equipa.

"Parece que meia dúzia de jogadoras reclamaram que não queriam que eu usasse os mesmos balneários que elas", denuncia Hannah Mouncey ao jornal El País.

"A razão oficial que deram para a minha exclusão foi uma suposta má forma física, mas a própria treinadora reconheceu que esse não era o motivo real". A atleta afirma que o seu começo na equipa foi atribulado, no entanto, conseguiu superar todas as formas físicas. 

A Federação Autraliana de Andebol nega a possibilidade da discriminação sexual estar na origem da não convocação de Hannah Mouncey. "Existe um comité de seleção e posso confirmar, como presidente desse órgão, que essa alegada questão dos balneários não fez parte das discussões", admitiu Bronwyn Thompson, secretário-geral da Federação. Bronwyn Thompson afirma ainda que um tribunal da entidade está a analisar o caso. 

Apesar do sucedido, a jogadora afirma não saber ao que apelar e não sentir necessidade de o fazer, apenas sabe que não pretende estar numa equipa que não a aceita como ela é.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)