Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Mulher vive com 480 gatos e 12 cães: "Eles foram a tábua de salvação que me resgatou"

"Os animais, especialmente cães e gatos, são mais fiéis do que os humanos", garante Maryam al-Balushi.
Correio da Manhã 26 de Novembro de 2020 às 15:20
Mulher vive com 480 gatos e 12 cães
Mulher vive com 480 gatos e 12 cães
Mulher vive com 480 gatos e 12 cães
Mulher vive com 480 gatos e 12 cães
Mulher vive com 480 gatos e 12 cães
Mulher vive com 480 gatos e 12 cães
Mulher vive com 480 gatos e 12 cães
Mulher vive com 480 gatos e 12 cães
Mulher vive com 480 gatos e 12 cães
Mulher vive com 480 gatos e 12 cães
Mulher vive com 480 gatos e 12 cães
Mulher vive com 480 gatos e 12 cães
Mulher vive com 480 gatos e 12 cães
Mulher vive com 480 gatos e 12 cães
Mulher vive com 480 gatos e 12 cães
Mulher vive com 480 gatos e 12 cães
Mulher vive com 480 gatos e 12 cães
Mulher vive com 480 gatos e 12 cães
Mulher vive com 480 gatos e 12 cães
Mulher vive com 480 gatos e 12 cães
Mulher vive com 480 gatos e 12 cães
Mulher vive com 480 gatos e 12 cães
Mulher vive com 480 gatos e 12 cães
Mulher vive com 480 gatos e 12 cães
Mulher vive com 480 gatos e 12 cães
Mulher vive com 480 gatos e 12 cães
Mulher vive com 480 gatos e 12 cães
Mulher vive com 480 gatos e 12 cães
Mulher vive com 480 gatos e 12 cães
Mulher vive com 480 gatos e 12 cães

480 gatos e 12 cães são a companhia e o cuidado diário de Maryam al-Balushi, que vive na capital de Ormã, na Arábia.

Maryam , que nem sempre foi apreciadora de felinos, garante que "os animais, especialmente cães e gatos, são mais fiéis do que os humanos". Mesmo depois das queixas dos vizinhos e das despesas de cuidar de quase 500 animais Maryam não dispensa a companhia dos fiéis companheiros’'

Maryam é reformada e começou a dedicar-se aos animais a partir de 2008, hoje, com 500 companheiros gasta mais de oito mil euros mensais para cuidar dos animais, uma vez que 17 deles são cegos e precisam de cuidados específicos. A casa de Maryam foi enchendo-se nos últimos anos de gaiolas para os animais, mas sobretudo de amor e companhia. 

"Eu estava num lugar escuro e eles foram a tábua de salvação que me resgatou", o New York Post avança que os animais ajudaram a evitar que Maryam   sofresse uma depressão.

Ormã Maryam interesse humano animais gatos
Ver comentários