Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Mursi quer rever laços com Israel

Mohamed Mursi, presidente eleito do Egipto, fez ontem soar alarmes nos EUA e em Israel, ao anunciar que pretende "reconsiderar" o acordo de paz com o Estado judaico e restabelecer relações com o arqui-inimigo deste, o Irão. Fontes da presidência egípcia apressaram-se, porém, a desmentir tais afirmações.

26 de Junho de 2012 às 01:00
Mursi foi o candidato da Irmandade Muçulmana, mas cortou ligação ao grupo para assumir o cargo
Mursi foi o candidato da Irmandade Muçulmana, mas cortou ligação ao grupo para assumir o cargo FOTO: Yorgos Karahalis/Reuters

"Vamos reconsiderar o Acordo de Camp David", terá dito Mursi em entrevista à agência iraniana Fars, referindo-se ao tratado de paz firmado em 1979 entre Egipto e Israel. Só por si, esta referência já é preocupante, mas o que fez soar todos os alarmes, e faz temer o pior do candidato da Irmandade Muçulmana, foi o que disse a seguir: "Parte da minha agenda é o desenvolvimento de laços entre o Irão e o Egipto, que criará um equilíbrio estratégico na região."

Recorde-se que o acordo de paz com Israel, firmado no mesmo ano da revolução islâmica no Irão, fez com que este país cortasse laços com o Egipto um ano depois, ruptura que ainda dura.

O Irão saudou no domingo a vitória de Mursi, mas não aludiu ao reatar dos laços. Quanto a Israel, o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu sublinhou, sobre a revisão do tratado: "Penso que a paz é um interesse vital para ambos os países e é basilar para a estabilidade na região." Em Washington não houve reacções, devido às dúvidas quanto à entrevista, que fontes da presidência egípcia se apressaram a desmentir. Já um representante diplomático no Cairo manifestou esperança de que Mursi "seja sensato".

PERFIL

Mohamed Mursi nasceu em 1951, lidera o Partido da Liberdade e da Justiça, ligado à Irmandade Muçulmana, e foi a segunda escolha do movimento para as presidenciais (Jairat el--Shater foi excluído). É formado em Engenharia e doutorado em Ciência Espacial. 

MURSI EGIPTO ISRAEL EUA
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)