Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

“Não quero que me vejam morrer”

Desfeita em lágrimas, Jade Goody, ex-candidata do ‘Big Brother’ que sofre de cancro em fase terminal, pediu ontem à família e aos amigos que fizessem tudo para evitar que os filhos testemunhassem os seus últimos momentos. Já muito debilitada, afirmou à revista ‘New!’: "É horrível despedir-me deles sem saber se vou voltar a vê-los! Prefiro que se lembrem de mim como eu era a verem-me morrer."
18 de Março de 2009 às 00:30
Jackie, mãe de Jade, tem sempre estado ao seu lado.
Jackie, mãe de Jade, tem sempre estado ao seu lado. FOTO: Stphen Hird/Reuters

Bobby, de cinco anos, e Freddy, de quatro, têm visitado a mãe todos os dias, acompanhados do pai, com quem vivem. Jade quer passar com eles todo o tempo possível, mas agora restam-lhe poucas forças. Ela já lhes contou que vai viver para o céu e alguns amigos que a visitaram ontem acham pouco provável que consiga revê-los. A última vez que brincou com os filhos foi na passada quinta-feira. E dessa vez não conseguiu conter as lágrimas.

"Não tenho medo de morrer, mas tenho tanto medo e tanta pena de deixar os meus filhos", confessou à ‘New!’. "Foi uma sensação estranha fazer o testamento. Tive de pensar nos bens que tinha de lhes deixar e a quem confiá-los. É muito difícil. A única pessoa a tratar dos meus filhos deveria ser eu. Não deveria ser nem mesmo o pai."

Ontem, com as forças a faltarem-lhe, Jade pediu que a ajudassem a levantar a cabeça para ver pela última vez o Sol e os campos verdejantes da janela do seu quarto.

A ex-candidata do reality show preparou inclusive o seu funeral: o cortejo fúnebre passará por Bermondsey, onde, e será sepultada no cemitério St. John the Baptist, em Backhurst Hill, Essex. Pediu ainda que o seu funeral seja uma festa.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)