Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Luaty termina greve de fome

Ativista perdeu 23 quilos durante os 36 dias de protesto.
Isabel Faria 28 de Outubro de 2015 às 10:52
Ativista disse ter sido sensível aos apelos para terminar o protesto
Ativista disse ter sido sensível aos apelos para terminar o protesto FOTO: José Sena Goulão/Lusa
Após 36 dias, Luaty Beirão decidiu terminar a greve de fome. O rapper e ativista luso-angolano promete, no entanto, continuar a lutar pela liberdade e garante que o primeiro objetivo já foi alcançado: "A máscara [do regime] já caiu."

Luaty, de 33 anos, estava em protesto contra o excesso de prisão preventiva, que lhe foi aplicada e a outros 14 ativistas, detidos desde junho e acusados de prepararem uma revolta contra o presidente José Eduardo dos Santos, e exigia aguardar o julgamento em liberdade.

O regime não cedeu. E o ativista anunciou esta terça-feira o fim do protesto numa missiva intitulada ‘Carta aos meus companheiros de prisão’ publicada no site Rede Angola. Luaty confirma ter acatado os apelos da mulher, dos amigos, dos companheiros e de apoiantes de todo o Mundo. "Estou inocente do que nos acusam e assumo o fim da minha greve. Sem resposta quanto ao meu pedido para aguardamos o julgamento em liberdade, só posso esperar que os responsáveis do nosso país também parem a sua greve humanitária e de justiça. De todos os modos, a máscara já caiu. A vitória já aconteceu", escreveu.

À sociedade civil, que promoveu vigílias de apoio em Luanda, Lisboa e outras cidades, Luaty Beirão prometeu continuar a luta: "Não vou desistir de lutar, nem abandonar os meus companheiros e todas as pessoas que manifestaram tanto amor e que me encheram o coração. Muito obrigado."

Já aos companheiros detidos, lançou um apelo. "Abracemos todo o amor que recebemos e agarremos todas as ferramentas. Juntos. Já não somos os ‘arruaceiros’. Já não estamos sós. Em Angola, somos todos necessários. Somos todos revolucionários", escreveu.

Ao CM, Mónica Almeida, a mulher de Luaty Beirão, confirmou que o ativista "está muito debilitado fisicamente, mas começa a recuperar". "Ele pesa agora 62,5 kg, menos 23 do que antes, e como passou muitos dias sem comer ainda necessita de cuidados médicos."
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)