Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Natal “não vai ser normal” em França

País está em confinamento há um mês e planeia começar a levantar medidas restritivas de forma progressiva no dia 1 de dezembro.
Rodrigo Amaral 22 de Novembro de 2020 às 09:40
Vacinas contra a Covid-19
Vacinas contra a Covid-19 FOTO: Direitos Reservados
Temos um mês de confinamento e vai haver uma tentativa de sair progressivamente a partir de 1 de dezembro. Vai ser algo faseado até ao Natal e não vai ser normal”. A garantia é de Anne-Marie Moulin, uma médica francesa escolhida pelo presidente Emmanuel Macron, como um dos cinco membros do grupo que avalia as medidas governamentais para fazer face à pandemia. A médica, que também é a diretora emérita do Centro Nacional de Investigação Científica, revelou que o Natal vai ser acompanhado por novas medidas sanitárias, com pouca gente nas reuniões familiares e “sem viagens transnacionais”. “É provável que fiquemos em casa e em pequenos grupos”.

A França é um dos países europeus com uma segunda vaga mais acentuada, algo a que a médica atribuiu a “uma mistura do comportamento do vírus, e das pessoas, perante as mensagens das autoridades sanitárias”.

trump acusa pfizer de atrasar divulgação
Donald Trump aludiu a uma alegada conspiração para que a informação preliminar sobre a vacina contra o novo coronavírus fosse divulgada só depois das eleições, para prejudicá-lo, responsabilizando diretamente a farmacêutica Pfizer. “Vocês não teriam um vacina nos próximos quatro anos se não fosse eu”.

vacinação contra a covid-19 em janeiro
Itália vai iniciar no final de janeiro uma “campanha de vacinação sem precedentes”, começando pelas camadas da população mais expostas à Covid-19. Após o anúncio da taxa de eficácia da vacina da norte-americana ‘Moderna’, França também anunciou estar pronta para arrancar com a campanha no mesmo mês.
Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Ver comentários