Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

NATO mata civis líbios

A NATO reconheceu pela primeira vez ter cometido erros na Líbia que custaram a vida, nos últimos dois dias, a 24 civis e vários militares rebeldes. As mortes acidentais de civis aconteceram após ataques dos aliados em Tripoli e Sorman, a 70 km da capital.

21 de Junho de 2011 às 00:30
Em dois dias as forças da NATO terão matado 24 civis na Líbia
Em dois dias as forças da NATO terão matado 24 civis na Líbia FOTO: Zohra Bensemra / Reuters

Depois de no sábado ter admitido que atacou acidentalmente uma coluna de veículos dos rebeldes na região de Brega, a NATO reconheceu que, horas depois, fez nove vítimas civis na capital. Posteriormente, assumiu ter feito um ataque aéreo em Sorman, que inicialmente negou e que, segundo o regime líbio, matou 15 pessoas, incluindo três crianças.

O MNE italiano, Franco Frattini, considerou já que a Aliança Atlântica "arrisca perder a credibilidade". Por seu lado, a União Europeia reiterou críticas a violações dos direitos humanos no país e reforçou as sanções ao regime, com a inclusão de seis portos da Líbia na lista de activos congelados.

NATO LÍBIA MORTE
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)