Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

NATO matou civis

Dezasseis civis afegãos foram ontem mortos na sequência de um ataque da guerrilha taliban com um carro-bomba contra uma coluna militar dos EUA. Apesar de a informação oficial não confirmar a autoria dos disparos que vitimaram os civis, a polícia afegã diz que estes foram efectuados por tropas da Força Internacional de Assistência à Segurança (ISAF), da NATO.
5 de Março de 2007 às 00:00
Testemunhas acusam tropas da NATO de dispararem contra civis
Testemunhas acusam tropas da NATO de dispararem contra civis FOTO: Rafiq Shirzad, Reuters
Tudo se passou na estrada que liga as cidades de Jalalabad e Torkham, na província afegã de Nangahar, depois da explosão de um carro armadilhado à passagem de uma coluna da ISAF. Após este ataque, que provocou um ferido, as forças da NATO foram alvejadas a partir de vários pontos e responderam ao fogo, tendo sido nessa altura atingidos civis.
A NATO já reconheceu a morte de pelo menos 16 civis e anunciou estar a investigar o que realmente se passou. Contudo, as chefias militares norte-americanas no Afeganistão deixaram bem claro que os soldados dispararam em “legítima defesa”, depois de terem sido atacados. Há ainda registo de 24 feridos.
Na sequência do incidente, a população local, que acusa as tropas de NATO de dispararem indiscriminadamente sobre os civis, levou a cabo vários protestos, chegando a cortar estradas com pneus a arder.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)