Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Navio de guerra dos EUA passa ao largo de ilhas Mar da China

Manobra pretendeu sublinhar o direito do país de circular livremente nestas águas disputadas.
30 de Janeiro de 2016 às 17:44
Um navio de guerra norte-americano passou numa zona a 12 milhas náuticas de uma ilha reivindicada pelas autoridades chinesas
Um navio de guerra norte-americano passou numa zona a 12 milhas náuticas de uma ilha reivindicada pelas autoridades chinesas FOTO: Vítor Mota/Correio da Manhã

Um navio de guerra norte-americano passou numa zona a 12 milhas náuticas de uma ilha reivindicada pelas autoridades chinesas no Mar do Sul da China, divulgou este sábado o Departamento de Defesa norte-americano.

Segundo um porta-voz do Pentágono (sede do Departamento de Defesa), a manobra pretendeu sublinhar o direito dos Estados Unidos de circular livremente nestas águas disputadas.

A "passagem inocente" realizada pelo contratorpedeiro USS Curtis Wilbur teve o objetivo "de contestar" as tentativas dos países de restringirem a navegação nesta zona, ao exigir uma autorização prévia ou um pedido de direito de passagem, segundo sublinhou o porta-voz norte-americano.

"Pretendeu contestar as exigências excessivas que restringem os direitos e as liberdades de navegação dos Estados Unidos e de outros", frisou Jeff Davis, esclarecendo ainda que a operação não teve qualquer relação com as reivindicações territoriais relacionadas com aquelas ilhas.

Esta demonstração de força por parte das autoridades norte-americanas segue-se a outras patrulhas do mesmo género no Mar do Sul da China.

Pequim reivindica a soberania sobre quase todo o Mar do Sul da China, com base numa linha que surge nos mapas chineses desde 1940, e tem investido em grandes operações nesta zona, transformando recifes de corais em portos, pistas de aterragem e em outras infraestruturas.

Mar do Sul da China Departamento de Defesa Estados Unidos defesa
Ver comentários