Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Nicolás Maduro lança "maiores manobras militares de sempre" em resposta a Trump

Presidente venezuelano diz querer “defender a soberania e a independência do país”.
Ricardo Ramos 12 de Fevereiro de 2019 às 01:30
Maduro visitou o local onde decorrem as maiores manobras militares do país
Nicolás Maduro
Juan Gaidó é opositor a Nicolas Maduro na Venezuela
Nicolás Maduro
Juan Gaidó é opositor a Nicolas Maduro na Venezuela
Donald Trump, Presidente dos EUA
Trump
Donald Trump
Maduro visitou o local onde decorrem as maiores manobras militares do país
Nicolás Maduro
Juan Gaidó é opositor a Nicolas Maduro na Venezuela
Nicolás Maduro
Juan Gaidó é opositor a Nicolas Maduro na Venezuela
Donald Trump, Presidente dos EUA
Trump
Donald Trump
Maduro visitou o local onde decorrem as maiores manobras militares do país
Nicolás Maduro
Juan Gaidó é opositor a Nicolas Maduro na Venezuela
Nicolás Maduro
Juan Gaidó é opositor a Nicolas Maduro na Venezuela
Donald Trump, Presidente dos EUA
Trump
Donald Trump
O presidente venezuelano Nicolás Maduro lançou ontem as "maiores manobras militares de sempre" em resposta às ameaças de Donald Trump e à pressão crescente da oposição.

"Que Donald Trump não nos ameace. Fora da Venezuela Donald Trump, fora com as suas ameaças. Aqui há Forças Armadas e um povo que defende a honra, o decoro e a dignidade de uma pátria que luta há mais de 200 anos", afirmou o líder do regime comunista no lançamento de cinco dias de manobras militares no estado de Miranda.

"Temos de estar preparados para defender a soberania, a integridade territorial e a independência da Venezuela", frisou Maduro antes de passar revista às tropas e inspecionar os equipamentos militares envolvidos, perante os aplausos de centenas de soldados.

As manobras surgem dias depois de o autoproclamado presidente interino do país, Juan Guaidó, ter admitido autorizar uma intervenção militar dos EUA para forçar a distribuição da ajuda humanitária bloqueada na fronteira pelo regime de Maduro, que afirma tratar-se de um ‘cavalo de Troia’ para uma invasão.

Guaidó reiterou este domingo que a ajuda "vai começar a chegar nos próximos dias" e apelou aos militares para abrirem "canais humanitários" para permitir a distribuição de comida e medicamentos aos mais necessitados.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)