Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Noriega vai ser extraditado para França

Um tribunal federal norte-americano rejeitou esta quarta-feira um recurso apresentado pelo antigo Presidente do Panamá, Manuel António Noriega, de 73 anos, com vista a suspender o seu processo de extradição para França, onde é acusado de branqueamento de capitais ligados ao tráfico de droga.
9 de Janeiro de 2008 às 18:06
O juiz Paul Huck determinou que o seu estatuto de prisioneiro de guerra, concedido pelos EUA, não impede a sua extradição para França, país se prepara para julgar o antigo ditador panamiano como um detido de delito comum.
Capturado pelo Exército norte-americano durante a invasão de 1990, viria a ser condenado em 1992 a 40 anos de prisão, pena que foi posteriormente reduzida para 17 por bom comportamento.
Em Setembro último, Noriega terminou a sua pena nos EUA, permanecendo desde então sob custódia da justiça americana até à conclusão do processo de extradição.
Em França, Noriega foi condenado à revelia a dez anos de prisão por branqueamento de capitais, mas a justiça do país decidiu realizar um novo julgamento depois de os departamentos de Estado e de Justiça terem autorizado a extradição.
Além de França, também o Panamá pede a extradição do general, que governou o país entre 1984 e 1989, por envolvimento no desaparecimento e assassínio de opositores.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)