Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Noruega: Homenagem às vítimas de 22 de Julho

A Noruega homenageou este domingo as 77 vítimas mortais dos atentados concretizados pelo extremista Anders Behring Breivik, um mês após o pior ataque ocorrido no país em tempo de paz.
21 de Agosto de 2011 às 16:13
Nos atentados de 22 de Julho morreram 77 pessoas
Nos atentados de 22 de Julho morreram 77 pessoas FOTO: Fabrizio Bensch/Reuters

Cerca de 6700 pessoas, entre as quais sobreviventes, familiares e amigos das vitimas, representantes das forças de segurança, da família real e do governo e chefes de Estado ou de governo dos países vizinhos, juntaram-se numa sala de concertos de Oslo para assistir a um espectáculo de homenagem que contou com a participação dos maiores artistas do país.  

"Quase todas as palavras já foram ditas", afirmou o rei Harald V da Noruega no início da cerimónia.   

O rei, visivelmente emocionado, lembrou que as últimas semanas foram difíceis para todos mas considerou positivo o encontro deste domingo.  

No âmbito da cerimónia de homenagem estão previstas várias exibições musicais, intervaladas por actuações de actores noruegueses que irão ler os nomes das 77 vítimas, maioritariamente jovens, dos ataques de 22 de Julho. 

Assumindo-se em guerra contra o islão e o multiculturalismo, Behring  Breivik, 32 anos, fez, nessa data, explodir uma bomba perto da sede do governo e depois disparou sobre centenas de jovens trabalhistas que estavam reunidos  num campo de férias na ilha de Utoya, a cerca de quarenta quilómetros de Oslo.  

Para contrariar simbolicamente as teses de extrema-direita de Breivik, a cerimónia de homenagem às vítimas é dirigida por Haddy N'jie, uma artista filha de pai gambiano e mãe norueguesa.  

No sábado, pela primeira vez depois da tragédia, os sobreviventes do ataque na ilha de Utoya puderam visitar o local onde foram mortos 69 camaradas seus.  

Behring Breivik, que está detido preventivamente numa prisão de alta segurança perto de Oslo, reconheceu ter sido o autor dos ataques mas considerou que o seu gesto foi "atroz mais necessário”.  

noruega homenagem breivik vítimas rei noruega terrorismo utoya
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)