Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

NOVA AMEAÇA TERRORISTA EM MARROCOS

Os EUA são mais uma vez o alvo de uma nova ameaça terrorista. Numa altura em que a organização mais temida do mundo, a al-Qaeda, se reorganizou e reinventa a sua “estratégia” de intervenção, a Polícia de Marrocos assegura ter recebido novas ameaças de atentados contra alvos norte-americanos em hotéis, estabelecimentos nocturnos e restaurantes de todo o país.
25 de Maio de 2003 às 00:00
Washington já aconselhou os seus cidadãos a redobrarem a atenção e a estarem particularmente vigilantes este fim-de-semana.
“A Polícia marroquina anda a receber telefonemas com ameaças anónimas indicando que hotéis, locais nocturnos e restaurantes em Rabat e noutras cidades poderão ser palco de ataques terroristas semelhantes aos ocorridos em Casablanca a 16 de Maio de 2003”, comunicou a embaixada norte-americana em Rabat.
“Os cidadãos norte-americanos foram exortados a manter um elevado nível de vigilância e a adoptar as medidas adequadas para garantir a sua segurança”, acrescentou a embaixada, num comunicado.
O receio de ataques iminentes foi reforçado pelo facto de ter sido roubado um veículo com matrícula de registo semelhante aos utilizados pelos diplomatas norte-americanos, que foi visto a circular entre a cidade de Jemissat e a capital.
Um receio que aumenta ainda mais com a capacidade “camaleónica” da rede terrorista internacional al-Qaeda, que reviu a sua “linha de comando”, atribuindo postos de liderança a membros com um estatuto inferior. Também a reinvenção da sua “táctica”, que segundo alguns peritos tem por base uma “estratégia regional”, potencia um maior campo de acção, com dezenas, quem sabe centenas, de células terroristas espalhadas por todo o mundo, cuja auto-suficiência possibilita, sempre que necessário, a mudança de “táctica” em apenas alguns segundos.
OS NOVOS HOMENS DE LADEN
Segundo os serviços secretos norte-americanos, a nova fase da al-Qaeda dá conta da recruta de novos membros, entre os quais o novo braço-direito de bin Laden: o comandante Seif al Adel que controla o responsável operativo da organização, Abdullah Ahmed Abdullah.
A luta contra o terror prossegue assim em várias frentes. Um norte-americano, de 28 anos, Aukai Collins, cujo nome muçulmano é Abu Muyahid, foi detido no estado mexicano de Durango, por suspeita de pertencer à al-Qaeda. Collins, que estava fortemente armado, foi detido na segunda-feira e já confessou pertencer à organização de Osama bin Laden.
Entretanto, na Europa, foi registada intensa actividade de células ditas “adormecidas”, enquanto que nos EUA, o FBI deu conta de terroristas infiltrados no território, para reconhecimento de potenciais alvos. Em causa pode estar mesmo um “grande ataque”, como revelou na semana passada o embaixador saudita em Washington, o príncipe Bandar, na sequência do ataque em Riade.
AMERICANOS DESPREOCUPADOS
Apesar das ameaças na Arábia Saudita e em Marrocos, bem como do alerta “laranja” nos EUA, os norte-americanos tentam levar uma vida normal. Com o feriado de amanhã, em que são recordados os soldados que morreram ao serviço da pátria, milhares de pessoas deverão viajar de avião, comboio ou mesmo carro.
“Se algo terrível tiver de acontecer, acontece. Não podemos deixar que os terroristas ditem as nossas vidas”, afirmou um norte-americano, antes de partir para a Austrália.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)