Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Nova gafe de Lula

O presidente brasileiro voltou ontem a negar a existência do ‘Mensalão’, afirmando ser “humanamente impossível” imaginar um governo, ainda mais o dele, pagar a deputados para votarem coisas de interesse nacional. Sobre a recandidatura à presidência, Lula da Silva protagonizou um episódio pitoresco, garantindo primeiro ser candidato e, minutos depois, desmentindo, alegando ter-se enganado.
19 de Novembro de 2005 às 00:00
O presidente brasileiro
O presidente brasileiro FOTO: Jamil Bittar, Reuters
“Eu adoro o debate, adoro uma polémica, acho bonito, o povo vai-se politizando. Por isso, meu querido [dirigindo-se ao repórter que fizera a pergunta], eu vou disputar sim, eu vou ser candidato à reeleição, sim.” Garantiu Lula a um dos jornalistas de nove rádios do interior do Brasil a quem concedeu ontem uma entrevista colectiva em Brasília. Mas, minutos depois, confrontado com a garantia dada antes, negou-a, para espanto de todos. “Se eu disse que era candidato à reeleição, se eu disse isso, foi sem querer, foi um lapso. Eu não posso dizer uma coisa dessas porque ainda não decidi.”
Inquirido sobre a áspera troca de palavras entre dois dos seus principais ministros, Dilma Roussef, da Presidência, e António Palocci, das Finanças (Roussef classificou a política económica de Palocci de rudimentar), que levou a temperatura política ao rubro e fez estremecer o mercado financeiro com a possibilidade de o homem que comanda a economia se demitir, Lula declarou que acha isso muito positivo. “Essas divergências são muito saudáveis, são muito boas para a democracia”, disse o presidente, acrescentando que seguira o depoimento atentamente e que o ministro das Finanças se tinha saído bem, continuando a ser uma peça-chave no seu governo. Refira-se que um dia depois Lula afirmara não ter visto a interpelação de Palocci no Congresso, na quarta-feira “porque estava a trabalhar”...
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)