Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Nova Iorque: Mais de 700 detidos em protesto

A polícia de Nova Iorque deteve no sábado à tarde mais de 700 manifestantes ligados ao protesto 'Ocupa Wall Street', quando impediram a passagem de veículos na ponte de Brooklyn.
2 de Outubro de 2011 às 10:58
Manifestantes foram algemados e retirados da ponte de Brooklyn
Manifestantes foram algemados e retirados da ponte de Brooklyn FOTO: Reuters

"Os manifestantes que usaram a passagem pedonal na Ponte de Brooklyn não foram presos", explicou o porta-voz da polícia nova-iorquina, Paul J. Browne, sublinhando que "aqueles que ocuparam a estrada na ponte, e impediram o trânsito automóvel, foram detidos".

Os protestos em Nova Iorque duram há mais de duas semanas e concentram-se essencialmente em Manhattan, estando 'prometidas' mais acções deste género para mais cidades dos Estados Unidos.  

O protesto desceu sexta-feira cerca de um quilómetro, de Liberty Square, "quartel general" do movimento "Occupy Wall Street" ("Ocupa Wall Street") próximo do World Trade Center, até à sede da polícia de Nova Iorque (NYPD), alvo preferido dos manifestantes pela alegada violência contra uma marcha semelhante na semana passada.  

Enquanto se pedia o "fim à brutalidade policial" nalguns cartazes, por vezes improvisados na parte de trás de caixas de pizza, outros autocolantes e pins clamavam pela demissão do comissário de polícia da cidade, Raymond Kelly.  

No muito heterogéneo grupo de mais de meio milhar de manifestantes, os jovens estavam em clara maioria, tal como grupos de anarquistas. Na multidão misturavam-se também membros de sindicatos de professores e até da indústria automóvel, idosos e imigrantes.

nova iorque brooklyn manifestação protesto ponte polícia wall street
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)