Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Novas acusações contra geneticista

O geneticista Roger Abdelmassih, o mais famoso especialista brasileiro em reprodução humana assistida, preso segunda-feira sob a acusação de ter molestado sexualmente mais de 50 mulheres na sua clínica de São Paulo, vai ser investigado também por manipulação genética ilegal.
20 de Agosto de 2009 às 00:30
Roger Abdelmassih
Roger Abdelmassih

Várias pacientes contaram à polícia que o médico lhes propôs o uso de tecidos humanos de outras pessoas para aumentar as probabilidades de elas engravidarem.

De acordo com uma das pacientes, o geneticista disse-lhe que, por causa da idade dela, o melhor para ela concretizar o sonho de ser mãe era usarem óvulos de outra mulher, mais nova, e que não haveria problema algum desde que ela não contasse ao marido, pois a dona dos óvulos também não saberia que eles tinham sido usados por outra pessoa. A paciente recusou, tal como outra a quem Abdelmassih terá proposto reforçar os óvulos dela, também pouco fecundos por causa da idade, com tecido genético tirado de outra mulher.

O médico, que se vangloria de conseguir um número de nascimentos muito superior à média mundial, foi preso segunda--feira por ter abusado sexualmente de 56 mulheres enquanto estas estavam sob o efeito de sedativos ou anestesia depois de se submeterem a procedimentos médicos na clínica. Ele nega todas as acusações.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)