Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Novo sistema para recolher crude

A BP começou ontem os trabalhos de instalação de uma nova campânula de contenção sobre o poço que tem vertido enormes quantidades de crude para as águas do Golfo do México.
12 de Julho de 2010 às 00:30
Ao lado, a nova campânula de contenção que será instalada dentro de dias sobre o poço acidentado. Até lá, o crude vai correr livremente para as águas do Golfo do México
Ao lado, a nova campânula de contenção que será instalada dentro de dias sobre o poço acidentado. Até lá, o crude vai correr livremente para as águas do Golfo do México FOTO: Marc Morrison/EPA

Numa primeira fase, robôs submarinos removeram, no sábado, uma campânula temporária, mais pequena, que tinha sido instalada há algumas semanas para bombear o crude para os navios que à superfície lutam para evitar o alastrar da maré negra. Os técnicos envolvidos nos trabalhos esperam que a nova campânula, que deverá ser instalada nos próximos dias, permita captar quase todo o crude derramado, mas, até lá, o crude irá fluir livremente para as águas do Golfo do México.

A BP alerta que este tipo de campânula nunca foi instalado a semelhante profundidade, o que torna a operação mais delicada.

Depois de concluído o processo de substituição e da entrada em funcionamento da campânula, o crude recolhido voltará a ser canalizado para navios à superfície. No entanto, esta solução continuará a ser provisória, uma vez que a definitiva – um poço auxiliar – só deverá ser implementada em Agosto.

A operação agora em curso foi adiada várias vezes nas últimas semanas devido ao mar agitado, tendo finalmente recebido o visto favorável da Casa Branca na passada sexta-feira.

Recorde-se que a maré negra que tem afectado o Golfo do México e a região costeira do sul dos EUA foi causada por uma explosão numa plataforma petrolífera da BP há quase três meses.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)