Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

O imperador de Barajas

Há quatro anos decidiu não apanhar o voo para Los Angeles. Desde então dorme num banco azul do terminal um do Aeroporto de Barajas.
1 de Dezembro de 2006 às 00:00
Feld Charles vive há quatro anos no terminal um do Aeroporto de Barajas
Feld Charles vive há quatro anos no terminal um do Aeroporto de Barajas FOTO: Mondelo/EPA
Ao lado está sempre o carrinho de malas com os seus pertences: livros, revistas, algumas recordações e peças de roupa. Com cabelo crespo branco e a barba comprida grisalha é uma figura que já faz parte do Aeroporto de Madrid.
Diz chamar-se Feld Charles, mas gosta que lhe chamem ‘Imperador’. Afirma ter nascido na Etiópia há 50 anos e garante que fala fluentemente quatro línguas: inglês, francês, espanhol, alemão e um pouco de russo. E as informações sobre si ficam por aqui. Os funcionários do aeroporto já se habituarem a ele. “É muito educado e culto”, assegura um jovem que trabalha em Barajas. Muitos deles levam-lhe comida, por isso nunca passa fome.
O caso do ‘Imperador’ faz lembrar o filme de Steven Spielberg, ‘Terminal de Aeroporto’, baseado em factos reais, o qual retrata a vida de um homem preso num aeroporto americano por ser temporariamente apátrida.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)