Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Obama acusa presidente sírio de assassinar civis

O presidente norte-americano Barack Obama acusou este sábado o regime do presidente sírio Bashar al-Assad de assassinar população civil durante um "inexplicável ataque" ocorrido na cidade de Homs, e pediu a demissão do líder do país.
4 de Fevereiro de 2012 às 19:10
Obama acusou o regime do presidente sírio Bashar al-Assad de assassinar população civil durante "inexplicável ataque" ocorrido em Homs
Obama acusou o regime do presidente sírio Bashar al-Assad de assassinar população civil durante 'inexplicável ataque' ocorrido em Homs FOTO: EPA

"Assad tem que pôr fim à sua campanha de assassínio e crime do seu próprio povo. Ele deve sair e permitir que se desenrole um processo de transição democrática", disse Obama numa declaração oficial.

A declaração do presidente norte-americano surgiu depois das forças sírias terem bombardeado a cidade rebelde de Homs na noite de sexta-feira, matando mais de 230 civis, segundo a oposição.

"Ontem, o governo sírio assassinou centenas de cidadãos sírios, incluindo mulheres e crianças. (...) Eu condeno veementemente estes ataques abomináveis contra o povo de Homs e manifesto a mais profundas condolências aos familiares das vítimas", acrescentou Obama.

O presidente dos EUA frisou que o Conselho de Segurança das Nações Unidas, que reúne este sábado para votar um novo projecto de resolução sobre a Síria, tem uma ocasião para se insurgir contra "a brutalidade do regime de Bashar al-Assad" e que adoptar medidas credíveis em defesa dos Direitos do Homem.

Imagens das cadeias televisivas árabes de informação Al-Arabiya e Al-Jazeera mostram dezenas de corpos sem vida no solo. 

Entretanto, o regime sírio alegou hoje que a morte de civis em Homs foi perpetrada por homens armados.

"Os civis que os canais de televisão mostraram são cidadãos que foram sequestrados e mortos por homens armados", acrescenta a agência Sana.

Segundo a oposição, mais de 230 pessoas morreram em Homs entre sexta-feira e sábado numa acção atribuída à polícia síria e que agora o regime contesta.

obama al-assad síria morte massacre assassinato
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)