Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Coreia do Norte chora Fidel, um "camarada" distante

Recordam Castro como um "amigo próximo" e aliado heróico.
Lusa 28 de Novembro de 2016 às 08:08
Fidel Castro, Cuba, morte
Fidel Castro, Cuba, morte FOTO: Reuters

A Coreia do Norte deu esta segunda-feira início a três dias de luto nacional pela morte do antigo líder cubano Fidel Castro, numa nota em que o recorda como um "amigo próximo" e aliado heroico na luta contra a agressão norte-americana.

Bandeiras a meia-haste nos edifícios oficiais em todo o país marcam o respeito pelo ícone revolucionário, apesar de ser muitas vezes uma relação mais próxima na retórica do que na realidade.

No metro de Pyongyang, passageiros numa estação concentravam-se junto a uma montra que continha o obituário de Castro, publicado pelo jornal do partido no poder, Rodong Sinmun.

Ao lado de um quadro emoldurado com uma barra preta e que mostra a figura de Castro com barba e uniforme militar, o obituário recorda que o antigo líder cubano visitou o país em 1986, quando se encontrou com o fundador da Coreia do Norte, Kim Il-Sung.

Nota também que o líder cubano foi agraciado com o título "Herói da Coreia do Norte" pelos seus esforços para fortalecer as relações entre os dois países, "lutando nos postos avançados da luta anti-EUA e anti-imperialista".

Kim Hong-Chol, 76 anos, um investigador literário aposentado em Pyongyang, disse que se lembrava claramente da visita.

"Ele era um grande revolucionário. Até ao último minuto ele apoiou e defendeu a nossa revolução, e lutou intensamente pela independência anti-imperialista e contra a América," disse à AFP.

O líder norte-coreano Kim Jong-Un enviou uma mensagem de condolências sobre a morte de Fildel Castro, chamando-lhe "amigo e camarada" do povo coreano.

Uma delegação oficial liderada pelo assessor sénior de Kim e vice-presidente do comité central do Partido dos Trabalhadores, Choe Ryong-Hae, partiu hoje para Havana para participar nas cerimónias fúnebres.

A Venezuela foi outro dos países que decretou três dias de luto nacional pelo falecimento do líder histórico da revolução cubana, Fidel Castro.

Cuba decretou nove dias de luto nacional e anunciou que o funeral vai realizar-se a 04 de dezembro.

Coreia do Norte Fidel Castro Pyongyang América Kim Jong-Un Havana Venezuela Cuba
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)