Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Oito ministros deixam governo de Lula

Oito ministros deixaram ontem o governo de Lula da Silva, no último dia em que teriam que desvincular- -se dos cargos para poderem concorrer a vagas de governador, senador e deputado nas eleições gerais de Outubro próximo. Em sete dos casos, os secretários executivos dos ministérios vão comandar interinamente os ministérios.
1 de Abril de 2006 às 00:00
O presidente ‘mexeu’ ainda no Ministério das Relações Institucionais, responsável pela coordenação política do governo, cargo importantíssimo num ano eleitoral, tendo substituído Jacques Wagner pelo ex--ministro da Educação, Tarso Genro. Deixaram ainda o governo Ciro Gomes (Integração Nacional), Saraiva Felipe, (Saúde), José Fristch, (Pescas), José Alencar, (Defesa e vice--presidente da República), Alfredo Nascimento (Transportes), Miguel Rosseto (Desenvolvimento Agrário), e Agnelo Querós (Desporto).
No início da semana, António Palocci, o poderoso ministro das Finanças, demitiu-se após a Polícia confirmar o seu envolvimento na quebra do sigilo bancário de um caseiro que o acusa de corrupção. Palloci foi substituído por Guido Mantega.
Por todo o Brasil, sublinhe-se, vários governadores de estado, secretários e presidentes de Câmara também deixaram os cargos para se candidatarem a outros, entre os quais o governador do estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, que já anunciou a sua candidatura à presidência da República pelo Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB).
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)