Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

OMS diz impossível enviar ajuda para Síria

Maior desafio é aceder às zonas controladas pelo EI.
13 de Novembro de 2015 às 16:52
Cerca de 1,7 milhões de pessoas vivem em zonas controladas pelo EI
Cerca de 1,7 milhões de pessoas vivem em zonas controladas pelo EI FOTO: EPA
A Organização Mundial de Saúde (OMS) advertiu esta sexta-feira que é praticamente impossível encaminhar ajuda sanitária internacional na Síria, sobretudo nas zonas sob controlo do grupo radical Estado Islâmico (EI) onde vivem 1,7 milhões de pessoas.

"O acesso é a principal preocupação", declarou a representante da OMS na Síria, Elizabeth Hoff, numa conferência de imprensa em Genebra.

O desafio maior é aceder às zonas controladas pelo EI, disse Hoff, adiantando que os dados mais recentes estimam em 1,7 milhões o número de habitantes nessas partes do território sírio.

A OMS não tem contactos com o EI, mas está em contacto com médicos que trabalham nas zonas controladas pelos 'jihadistas'.
Organização Mundial de Saúde OMS Síria Estado Islâmico
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)