Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

ONU adverte que rações de comida distribuídas em Alepo acabaram

Dezenas de milhares de pessoas retidas sem acesso às necessidades básicas.
18 de Novembro de 2016 às 20:24
Alepo, Alemanha, EUA, distúrbios, guerras e conflitos, política, Síria
Alepo, Alemanha, EUA, distúrbios, guerras e conflitos, política, Síria FOTO: Reuters
A ONU advertiu esta sexta-feira que as rações de comida distribuídas na zona este da cidade de Alepo, na Síria, acabaram e que dezenas de milhares de pessoas continuam retidas sem acesso às necessidades básicas.

"Os funcionários humanitários continuam sem acesso à parte oriental da cidade, com uma população estimada de 275.000 pessoas retidas em condições horrendas", disse o porta-voz da ONU, Farhan Haq.

Segundo o porta-voz, as reservas de alimentos que a ONU distribuiu na zona terminaram e os medicamentos e outros produtos estão a acabar.

Farhan Haq recordou que a ONU não tem acesso a Alepo oriental, sob ataque das forças governamentais sírias, desde julho.

A ONU está "profundamente preocupada" com os confrontos dos últimos dias na cidade, disse.

"Os ataques continuam a provocar mortos, feridos e o deslocamento de civis, assim como danos nas infraestruturas", salientou.

Segundo o Observatório dos Direitos Humanos sírio, pelo menos 115 civis morreram nas zonas rebeldes da província de Alepo desde terça-feira em consequência de ataques aéreos.
ONU Alepo Síria Farhan Haq rações comida
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)