Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

ONU e OSCE terão de acordar mandato

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Serguei Lavrov, declarou esta quarta-feira, numa conferência de imprensa em Moscovo, que o mandato de observadores internacionais da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE) e da ONU deve ser firmado com as autoridades da Abkházia e Ossétia do Sul.
10 de Setembro de 2008 às 11:41
O ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Serguei Lavrov
O ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Serguei Lavrov FOTO: AFP

Ontem, as autoridades russas celebraram com os poderes daquelas duas regiões acordos de reconhecimento da independência e de troca de embaixadas.

O presidente da Abkházia, Serguei Bagapch, declarou numa entrevista concedida ao diário ‘Rossiskaia Gazeta’, órgão oficial do governo russo, que os funcionários da “Missão da ONU na Geórgia” que trabalham neste território devem ou mudar o nome da missão ou abandonar o seu país.

Por seu turno, o responsável pela diplomacia russa afirmou que Moscovo não recebeu da Geórgia as garantias de não emprego da força contra a Ossétia do Sul e que isso foi feito pela União Europeia (UE).

Lavrov anunciou ainda que, tendo em conta as garantias dadas pela UE, vai proceder à retirada dos militares russos da Geórgia “durante as duas semanas após o 8 de Setembro”.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)