Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

ONU lança ofensiva na RDCongo

A missão da ONU na República Democrática do Congo (RDCongo, ex-Zaire) lançou esta sexta-feira uma ofensiva militar no Nordeste daquele país africano com o objectivo de capturar os responsáveis pela emboscada que, na última semana de Fevereiro, provocou a morte a nove 'capacetes azuis' do Bangladesh.
11 de Março de 2005 às 12:41
"Estamos a desenvolver uma operação de cerco e busca, para tentar capturar os responsáveis pela pela morte dos militares do Bangladesh", afirmou um porta-voz da missão da ONU na RDCongo, denominada MONUC.
A operação desenrola-se na zona da cidade de Bunia, província de Ituri, região onde uma patrulha da MONUC foi emboscada no passado dia 25 de Fevereiro. Os rebeldes mataram nove 'capacetes azuis' (assim conhecidos devido à cor dos capacetes que usam, independentemente da nacionalidade de cada soldado), neste caso soldados do contingente do Bangladesh incluído na MONUC.
Segundo o porta-voz da MONUC, a operação teve início às 07h30 locais (05h30 em Lisboa) e envolve cerca de 500 'capacetes azuis'. Testemunhas oculares afirmam que do aeroporto de Bunia têm descolado vagas sucessivas de helicópteros de assalto.
A ONU tem sido muito criticada por nada fazer para pôr fim à violência naquela região da RDCongo, mas garante que, a partir de agora, vai intensificar operações com o objectivo de desmantelar as bases locais da guerrilha. No passado dia 2, pelo menos 50 rebeldes foram mortos num violento tiroteio com 'capacetes azuis'... um primeiro sinal da aparente mudança de atitude.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)