Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Operação policial sangrenta em favela

A Polícia do Rio de Janeiro levou a cabo uma megaoperação na favela da Mangueira, na zona Norte da cidade, durante a qual morreram pelo menos três pessoas, uma das quais criança, duas ficaram feridas com gravidade e outras três foram detidas. As vítimas são alegadamente traficantes que terão reagido à operação da Polícia Civil ateando fogo a três autocarros.
17 de Janeiro de 2007 às 00:00
 A operação policial saldou-se em pelo menos três mortos
A operação policial saldou-se em pelo menos três mortos FOTO: Bruno Domingos / Reuters
A acção policial decorreu no Morro da Mangueira e nas ruas de São Cristóvão próximas à favela e ao Morro do Tuiuti. De acordo com as autoridades policiais, os agentes foram à favela para cumprir mandados de prisão contra os chefes de uma facção criminosa e receberam uma denúncia de que encontrariam uma fábrica com droga.
Revoltados contra a operação, traficantes e moradores do Morro da Mangueira atearam fogo a três autocarros e um automóvel e incendiaram ainda pneus e caixotes de madeira. As ruas foram bloqueadas. Com medo de represálias dos manifestantes, os comerciantes fecharam as lojas situadas próximas dos locais do conflito.
Esta acção policial decorreu no mesmo dia em que soldados das Forças Armadas brasileiras iniciaram o policiamento das principais ruas e avenidas do Rio, no âmbito de um plano de reforço da vigilância deste estado.
Esta operação policial vem na sequência de uma outra realizada na semana passada na mesma favela. Na altura, as autoridades policiais apreenderam 2,5 toneladas de maconha (canábis) escondidas no interior de uma fábrica de queijos abandonada no Morro da Mangueira.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)