Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Operações Stop cobram portagens no Algarve

Comando-Geral da GNR confirma fiscalização que contou com equipa da Via Livre para notificar condutores por falta de pagamento das contraordenações
31 de Março de 2014 às 09:09
Operações de fiscalização de trânsito poderão vir a incluir equipas da Via Livre
Operações de fiscalização de trânsito poderão vir a incluir equipas da Via Livre FOTO: Pedro Catarino

A Via Livre está a aproveitar operações de fiscalização de trânsito da GNR para cobrar dívidas de portagens na Via do Infante. Ainda esta semana, os militares foram acompanhados por "uma equipa de fiscalização com o objetivo de notificar condutores por falta de pagamento de contraordenações", confirmou ao Correio da Manhã fonte do Comando-Geral da GNR.

A operação, realizada numa rotunda de acesso à A22, suscitou indignação por parte de alguns automobilistas, que acusaram a GNR de "compactuar" com uma ação que "beneficia uma sociedade anónima de capitais privados".

Uma condutora, que solicitou o anonimato, relatou ao CM ter visto os militares "a mandarem parar carros para dar tempo aos técnicos da Via Livre para verificarem se as matrículas respetivas estavam devedoras". Para esta automobilista, trata-se de "um esquema de pescar o peixe miúdo do em rede".

Contactada pelo CM , a mesma fonte do Comando da GNR esclareceu que "a Via Livre é uma entidade com competência para a fiscalização no âmbito do sistema de pagamento das passagens na A28 e A22, conforme previsto na lei". Neste âmbito, sublinhou, a atuação da GNR está "enquadrada no dever geral de colaboração com entidades fiscalizadoras".

Nesta perspetiva, poderão vir a ser realizadas mais ações do género, com a GNR a colaborar com a empresa na notificação dos automobilistas que ali circulam e deixam portagens por pagar, apurou ainda o CM.

Algarve Via Livre portagem operação STOP A22 automobilistas GNR condutores
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)