Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Oposição faz ultimato a Cavalcante

Os partidos de oposição entregaram ontem à tarde a Severino Cavalcante, presidente da Câmara dos Deputados, uma carta-ultimato, na qual exigem que ele renuncie imediatamente ao cargo.
6 de Setembro de 2005 às 00:00
Severino Cavalcante
Severino Cavalcante FOTO: d.r.
Reunidos em Brasília, os líderes da oposição de esquerda e de direita decidiram que se Severino não acatar a exigência de se afastar do cargo, eles entrarão com um processo de afastamento e perda de mandato.
Para a oposição, que esqueceu divergências para se unir nesta acção, Severino Cavalcante, após as denúncias de que também recebia ‘luvas’ em troca de favores, não pode continuar no cargo máximo do Parlamento, a cujo detentor cabe exactamente punir ou não os deputados acusados de corrupção.
Severino foi acusado no fim-de-semana através da Imprensa pelo empresário Sebastião Augusto Buani de exigir dinheiro para manter aberto o restaurante de Buani, que fica no 14.º andar do prédio da Câmara.
Essas denúncias foram a gota de água, mas a oposição já antes disso se articulava para tirá-lo do cargo, acusando-o de comandar um processo de ‘abafão’ para impedir punições a corruptos.
Em entrevistas e no próprio Parlamento, Severino Cavalcante tem dito que os deputados acusados de receber ‘Mensalão’ devem ser punidos no máximo com uma advertência escrita, o que provocou um clima de revolta.
JEFFERSON AINDA LUTA
Entretanto, o deputado Roberto Jefferson, que foi condenado pelo Conselho de Ética do Congresso Nacional a perder o mandato, decisão que só tem efeitos práticos depois de confirmada pelo plenário, ainda luta para continuar na política.
Com efeito, Jefferson, envolvido no escândalo do ‘saco azul’ do Partido dos Trabalhadores, entrou com um pedido de revisão do seu processo, alegando que não lhe foram dadas as possibilidades de defesa previstas em lei.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)