Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Orgia em estádio de futebol acaba com dois jogadores fora do clube e dez repreendidos

Jogadores foram apanhados pelas câmaras de segurança em cenas de sexo no relvado com sete mulheres.
Correio da Manhã 22 de Agosto de 2021 às 08:27
Orgia em estádio de futebol acaba com dois jogadores fora do clube e dez repreendidos
Orgia em estádio de futebol acaba com dois jogadores fora do clube e dez repreendidos FOTO: Getty Images

O clube de futebol norueguês Brann SK anunciou o despedimento de um jogador e a saída de outro, após um incidente que envolveu 12 futebolistas da equipa no passado dia 10 de agosto: os craques terão feito uma festa de sexo dentro do estádio.

O caso veio a público após o jogador expulso do clube, cujo nome não é avançado pelas autoridades, ser acusado de abuso sexual por parte de uma das mulheres envolvidas na orgia. O futebolista em questão nega as acusações.

A investigação ao caso apurou que os 12 jogadores jantaram junto antes de, nessa noite, voltarem ao estádio acompanhados por sete mulheres. Foram apanhados por câmaras de vigilância em vários atos sexuais em pleno relvado e nos balneários do estádio do Brann SK.

"O clube está a trabalhar intensamente com as autoridades para chegar ao fundo desta situação, que constitui sérias falhas na confiança que tínhamos em 12 dos nossos atletas. A investigação mostrou o desrespeito de várias regras, normas gerais, restrições da Covid-19 e a expetativas de razoabilidade que temos para com todos os nossos funcionários. Por isso, decidimos despedir um dos nossos jogadores e dar a outros dez um aviso escrito", confirma o clube em comunicado.

"Se alguém teve uma má experiência no nosso estádio, temos que pedir desculpa. O que aconteceu é inaceitável. O que aconteceu é um crime e queremos distanciar-nos ao máximo disso", acrescenta Vibeke Johannesen, diretora-geral do clube.

Brann SK futebol desporto sexo sexualidade orgia estádio de futebol festa de sexo Vibeke Johannesen