Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

'OS JUDEUS DIRIGEM O MUNDO POR PROCURAÇÃO'

Mahathir Mohamad, primeiro-ministro da Malásia e anfitrião da cimeira da Organização da Conferência Islâmica (OCI), que ontem começou em Putrajaya, fez um discurso inaugural altamente controverso ao afirmar que os judeus dirigem o mundo por procuração e que os muçulmanos deveriam unir-se contra eles.
17 de Outubro de 2003 às 00:00
O secretário-geral da ONU, numa declaração lida pelo seu representante no Afeganistão, Lakhdar Brahimi, exprimiu preocupação pela crescente hostilidade entre o Islão e o Ocidente.
"Esta pequena comunidade (judaica) tornou-se numa potência mundial. Não podemos lutar contra eles apenas com a força. Também temos de usar a cabeça (...). Na verdade, somos muito fortes, 1,3 mil milhões de pessoas - total de habitantes representados pelos países membros da OCI - não podem ser exterminadas. Os europeus mataram seis dos 12 milhões de judeus. Hoje, os judeus governam o mundo por procuração. Eles conseguem que outros lutem e morram por eles."
Este polémico discurso do líder malaio, que no entanto condenou os ataques suicidas, suscitou imediatas reacções de repúdio por parte da comunidade judaica, nomeadamente por representantes do Centro Simon Wiesenthal, que consideraram as palavras de Mahathir Mohamad um convite a mais crimes de ódio e terrorismo contra os judeus.
Nesta cimeira, que reúne pela primeira vez desde os ataques de 11 de Setembro líderes dos principais países muçulmanos, foi ainda lançado um alerta pelo secretário-geral da ONU. Numa declaração lida por Brahimi, Annan chamou a atenção para o crescente sentimento de hostilidade entre o Islão e o Ocidente, que considerou "horrível, perigoso e errado", apelou aos governos ocidentais para conciliarem a sua prática com a retórica no que respeita os Direitos Humanos e pediu aos líderes muçulmanos maior esforço no combate ao fundamentalismo e à promoção da democracia e dos Direitos Humanos.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)