Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Paciente de Hong Kong infetado duas vezes com Covid-19

Primeiro caso documentado de reinfeção por coronavírus.
Ricardo Ramos 25 de Agosto de 2020 às 01:30
Coronavírus
Disseminação do vírus levou ao aumento de hospitalizações e de mortes no país
Coronavírus
Coronavírus
Coronavírus
Disseminação do vírus levou ao aumento de hospitalizações e de mortes no país
Coronavírus
Coronavírus
Coronavírus
Disseminação do vírus levou ao aumento de hospitalizações e de mortes no país
Coronavírus
Coronavírus

Um homem de Hong Kong foi infetado duas vezes pelo novo coronavírus, em março e agosto, naquele que é o primeiro caso cientificamente comprovado de reinfeção por Covid-19 e que vem levantar dúvidas sobre a duração da imunidade mesmo em pessoas que já estiveram infetadas pela doença.

De acordo com investigadores da Universidade de Hong Kong, trata-se de um homem de 33 que foi inicialmente diagnosticado em março e dado como curado pouco depois. A segunda infeção foi detetada a 15 de agosto, num teste realizado no aeroporto de Hong Kong após regressar de uma viagem a Espanha, com os exames a revelarem que foi infetado por uma estirpe diferente do vírus, a mesma que está em circulação na Europa. Na primeira infeção sofreu sintomas ligeiros e na segunda esteve assintomático. 

Nos últimos meses foram noticiados vários casos de doentes na China que voltaram a contrair a doença depois de terem sido considerados curados, mas esses casos foram atribuídos a vestígios da primeira infeção.

Pormenores
Espanha com 19 mil casos
Espanha anunciou esta segunda-feira 19 382 novos casos e 34 mortes desde sexta-feira, levando a Catalunha a limitar os ajuntamentos sociais a dez pessoas e Múrcia a seis. Madrid pediu aos cidadãos para evitarem interações sociais desnecessárias.

Surto em colónia nudista
Um surto de coronavírus na colónia naturista de Cap d’Agde, na costa mediterrânica francesa, já tem cerca de uma centena de infetados. Visitantes foram aconselhados a usar máscara e manter a distância social.

OMS cautelosa sobre uso de plasma 
A OMS mostrou-se cautelosa sobre o uso de plasma de pacientes recuperados de Covid-19 no tratamento de pessoas doentes, aprovado domingo pela Administração Trump. "É um tratamento experimental que ainda não apresentou resultados convincentes", avisa a OMS.

Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Hong Kong Covid-19 Espanha OMS saúde doenças questões sociais
Ver comentários
C-Studio