Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

PADRE PEDÓFILO ESTRANGULADO

John Geoghan, um ex-padre cujo processo esteve na origem no escândalo de pedofilia na arquidiocese norte-americana de Boston (Massachussetts) e que no ano passado foi condenado a dez anos de prisão, foi aparentemente estrangulado na prisão por um outro recluso.
25 de Agosto de 2003 às 00:00
O ex-sacerdote após ser condenado a dez anos de prisão
O ex-sacerdote após ser condenado a dez anos de prisão FOTO: John Mottern/AFP
Segundo relatos de vários funcionários da prisão de Shirley, tudo terá acontecido durante uma feroz luta entre o ex-sacerdote e um outro recluso, que cumpria prisão perpétua, Joseph L. Druce, de 37 anos, que o terá estrangulado. Segundo as autoridades, Druce vai ser acusado de homicídio premeditado.
De acordo com as indicações preliminares, embora só após o resultado da autópsia seja apurada a verdade dos factos, sabe-se apenas que Geoghan foi transportado para um hospital muito próximo da prisão logo após o incidente, mas acabou por morrer.
O ex-padre, de 67 anos, foi condenado em Janeiro de 2002 por ter molestado, numa piscina, em 1991, um menino de dez anos. Mas Geoghan é ainda acusado de ter abusado sexualmente de pelo menos 130 crianças ao longo de mais de três décadas em várias paróquias por onde passou, todas pertencentes à arquidiocese de Boston. Foi finalmente afastado do sacerdócio em 1988.
Recorde-se que, no Outono de 2002, a Igreja indemnizou as vítimas de Geoghan em dez milhões de dólares.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)