Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Padre tem "cura" para sida: "Matar todos os gays"

Sacerdote considera que "todos os homossexuais são pedófilos".
J.F. 6 de Dezembro de 2014 às 14:41
Padre norte-americano falou sobre homossexualidade e causou polémica
Padre norte-americano falou sobre homossexualidade e causou polémica FOTO: YouTube

Durante o sermão no último domingo, o padre Steven Anderson, da Igreja Batista da Palavra da Fé, em Tempe, no estado norte-americano do Arizona, discursou sobre a homossexualidade. No entanto, não foram ouvidas palavras de paz e amor.

"Nenhum maricas é permitido nesta igreja", afirmou, sendo saudado por um tímido coro de "ámen" por parte dos seus discípulos. "Nenhum homo [homossexual] irá entrar nesta igreja enquanto eu for pastor. Nunca", gritou Anderson enquanto batia no púlpito.

O sermão continuou, desta vez com o sacerdote a alertar para os perigos que representaria uma pessoa gay na congregação.


"Contámos uma vez os presentes na missa e cerca de 50 eram crianças com 8 anos ou menos. Acham que precisamos de algum pedófilo?", questionou segundos antes de dizer a quem o ouvia: "Todos os homos são pedófilos. Aí está, eu disse-o: 'São todos pedófilos'. E sabem que mais? Teríamos uma melhor relação com eles se admitíssemos que eles são pedófilos", disse.

A "cura" estava na Bíblia
No segundo vídeo, gravado no mesmo sermão, o padre Steven Anderson usa o livro bíblico de Levítico para dar a conhecer a solução para o fim da propagação da sida. Uma espécie de solução final.

"Descobri por acaso a cura para a sida. Podemos ter um mundo livre de sida pelo Natal. Quer dizer, não totalmente, mas pelo menos uns 90% livres de sida se seguirmos isto. Aqui está o que diz Levítico: 'Se um homem se deitar com outro homem como quem se deita com uma mulher, ambos praticaram um ato repugnante. Terão que ser executados e o seu sangue derramado'. E isso, meus amigos, é o que tem de ser feito. Porque se matarmos todos os gays como Deus recomenda, não tínhamos isto da sida à solta", referiu.


As declarações do sacerdote estão a provocar polémica naquele estado e Anderson tem sido criticado pelos seus semelhantes. Vernon Meyer, um padre de uma paróquia do mesmo estado, condena estas palavras e compara-o a um líder terrorista. "Não há qualquer diferença com aquilo que o Estado Islâmico faz no Iraque e na Síria. Deus diz-lhes para irem e matar toda a gente diferente deles."

padre gays cura sida
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)